LUTO: Imprudência no trânsito leva PRF a óbito

 Chegou o domingo e o dia, certamente, será dedicado à família com passeios e pequenas viagens. Hora de pegar a estrada. No caminho, quem vê um policial rodoviário federal não imagina os riscos que a categoria enfrenta. São eles que cuidam da vida dos usuários nas estradas. Atuam cotidianamente em diversas ações, fazem cumprir o Código de Trânsito Brasileiro e auxiliam as comunidades próximas às rodovias, quando necessário.

Infelizmente, por vezes, o próprio PRF é vítima das infrações cometidas nas estradas. O Sindicato doa Policiais Rodoviários Federais no Estado de Pernambuco (SINPRF – PE) lamenta a morte do policial Arnaldo Jaci Alves Rodrigues, vítima de atropelamento na Avenida Brasil, pista sentido centro, em frente ao “Posto de abastecimento da Marinha” – Penha, no Ro de Janeiro. O PRF foi socorrido com ferimentos graves ao hospital Getúlio Vargas, vindo a óbito, após dar entrada.

A guarnição da PRF retornando para a base na Dutra, quando na Avenida Brasil pista sentido zona oeste, próximo ao Posto de abastecimento da Marinha – Penha, tiveram a atenção voltada para um veículo não identificado na pista de sentido oposto. Em ato contínuo, pararam o veículo vindo a desembarcar, e atravessar a via correndo para o sentido oposto com intuito de fazer a abordagem, momento este que foi atropelado por uma Van.

Arnaldo deixa esposa e seis filhos. O enterro foi ontem no Cemitério Jardim da Saudade, em Paciência. O atropelador foi levado para a 22ºDP (Penha), vai responder ao processo em liberdade e será indiciado se ficar comprovado que houve imprudência ou imperícia da parte dele. Para o SINPRF – PE, a categoria e, principalmente a sociedade, perde um profissional exemplar e dedicado.

 

Deixe uma resposta