SINPRF-PE junto aos PRFs no enfrentamento ao Corona Vírus

*SINPRF-PE junto aos PRFs no enfrentamento ao Corona Vírus*

 

Para buscar diminuir a exposição à contaminação pela COVID-19 a que estão submetidos os PRFs em sua atividade diária, o Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais no Estado de Pernambuco ( SINPRF – PE) realiza mais uma ação. Estão sendo entregues, 35 termômetros infravermelhos e 390 protetores faciais, feitos sob medida para as coberturas utilizadas no serviço operacional, permitindo a utilização com óculos e ainda, com articulação para elevação da proteção, sem que seja necessário retirar a cobertura.

 

Segundo o diretor Tiago Arruda, “o equipamento é de uso individual o que permite que o policial possa utilizá-lo sem preocupação da transmissão que poderia ocorrer em um equipamento compartilhado, mesmo com todos os cuidados de higienização”. Parte dos equipamentos foram entregues na Delegacia de Recife e na sede da Superintendência, após receber o apoio bem-vindo da Administração Regional para distribuir os equipamentos a todas as UOPs do Estado, além de viabilizar a entrega também aos PRFs das unidades especializadas.

 

Cada UOP e Unidade Especializada receberá, no mínimo, um termômetro infravermelho, além de um, também para os Grupos Táticos. Segundo o presidente em Exercício, Renato Brito, “os termômetros permitirão aos policiais verificar a temperatura dos usuários no momento que antecede a abordagem ou antes que os usuários entrem nos postos para serem atendidos e, assim, evitar a desnecessária aproximação nos casos em que se verificar alteração na temperatura”.

 

O SINPRF-PE lembra a todos que o usuário deve ser avisado que sua temperatura será aferida antes da abordagem, bem como que o equipamento deve, em regra, ser manuseado com a “mão-fraca” e que, a identificação de alteração de temperatura pode e deve ser registrada para fins de justificativa de interrupção da abordagem. Também é importante que um mesmo PRF opere o termômetro durante o serviço, procedendo à higienização do equipamento, com um pano umedecido com álcool 70%, antes e depois da passagem de serviço para a próxima equipe.

 

Em relação aos protetores faciais, a sua composição. permite que a higienização seja feita com água e sabão ou mesmo com álcool a 70%, a qual deve ser feita sempre, antes que o policial for colocar a proteção. A recomendação é que as proteções devem ser utilizadas sempre que o policial estiver com a cobertura.

 

Essa ação soma-se às de entrega máscaras e de álcool em gel a 70% para todos os filiados: ativos, aposentados e pensionistas, bem como está em sintonia com a preocupação do SINPRF-PE com a saúde de seus filiados, quando em 03/03/2020 oficiou a Superintendência Regional apontando a necessidade de suspensão dos testes eletivos de etilômetro, em função do surgimento dos primeiros casos no Brasil.

 

Os desafios de ser Policial Rodoviário Federal atuando na atividade-fim são enormes em tempos “normais” e muito mais nesse “novo normal” que está surgindo, todavia em Pernambuco, os PRFs podem contar com iniciativas como essa, para auxiliar a superar as dificuldades, reduzir ao máximo à exposição e promover a segurança possível nesse cenário tão complexo.

 

Deixe uma resposta