PRFs são contra a realização do TAF durante à pandemia de Covid-19

Em pesquisa realizada pelo Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais de Pernambuco (SINPRF-PE), cerca de 85,2% dos PRFs que atuam em Pernambuco não concordaram com a realização do Teste de Aptidão Física (TAF) durante a pandemia. Outros 64,4 % apoiam o ingresso de uma ação judicial para garantir os direitos dos policiais que não optarem pela realização do teste durante a pandemia.

 

“O TAF deveria ser postergado para o ano de 2021, e mantidos os resultados do anterior (realizado em 2019). O mesmo deveria ser aplicado somente para os voluntários, que necessitam por não terem feito em 2019, ou que almejam melhores índices para cursos específicos da PRF. Já informamos sobre o caso ao Supex, Rodrigo Barreto; e em breve enviaremos ofício ao Superintendente Sávio Macêdo.”, afirma o presidente em Exercício do SINPRF – PE, Renato Brito.

 

Visando garantir os direitos da categoria em relação aos programas de EFI, na ADI e IFR, os sindicatos e a FENAPRF estão em tratativas com o departamento para a prorrogação do TAF, ou sua devida adequação aos anseios da categoria. O TAF está programado para ocorrer até novembro de 2020, durante a pandemia, porém os policiais não estão com o preparo físico ideal para a realização do mesmo, podendo estes terem seus resultados prejudicados devido às restrições de treinamento impostas durante a pandemia do COVID-19, além de aumentar o risco ao contágio do vírus.

 

Deixe uma resposta